30 de ago de 2018

Super Drags se torna alvo de crítica e Netflix rebate

Vedete Champagne, personagem dublada por Silvetty Montilla
Abrindo cada vez mais espaços para cartazes que colocam protagonistas pertencentes a grupos de minorias, a Netflix anunciou seu próximo lançamento: uma animação brasileira com dragqueens, produzida pelo Combo Estúdio.

Durante o teaser podemos ver 3 personagens passando por uma transformação, mudando inclusive vestimentas e o título da produção no final. Confira:


A animação será baseada em 3 funcionários de uma loja de departamentos e que aguentam um chefe totalmente "escroto". Já a noite, necas são aquendadas para salvar o mundo da maldade e da caretice.

Apenas com o teaser muita gente se incomodou, inclusive a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) que lançou uma nota de repúdio solicitando que o lançamento de Super Drags fosse cancelado, por considerar o conteúdo prejudicial ao público infantil. Esta questão foi levantada porque a SBP alega os perigos de utilizar uma linguagem naturalmente considerada infantil para dialogar temas destinados ao público adulto.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

Em decorrência de tanta polêmica com o lançamento de Super Drags, a Netlflix se posicionou através de um vídeo, tendo "Vedete Champagne", dublada pela drag queen brasileira Silvetty Montilla. No vídeo, a personagem deixa bem claro que a classificação indicativa é de 16 anos, fazendo com que a produção não entre no catálogo kids da plataforma de streaming por conter cenas com inadequações intensas como: violência, sexo ou nudez e drogas.


A data de lançamento ainda não foi anunciada.

Texto por Rodrigo Cardoso